Comissão Nacional Justiça e Paz

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Justitia et Pax Europa

Declaração final da Conferência das Comissões Justiça e Paz Europeias

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

JUPAX logo

Declaração final da Conferência das Comissões Justiça e Paz Europeias

11-14 Outubro de2019, Bratislava/Eslováquia

Viver juntos na Europa – Lições da Eslováquia

Paz, Justiça e Verdade após a queda da Cortina de Ferro

 

Com a queda da Cortina de Ferro, acreditamos que a liberdade foi alcançada. Trinta anos depois, vemos que liberdade, justiça e reconciliação exigem mais do que remover cortinas de ferro. Percebemos agora que a liberdade é um projeto interminável sobre o qual temos de trabalhar diariamente.

Aprendemos que ouvir as histórias, especialmente as mais dolorosas, daqueles que sofreram e correram riscos, é o ponto de partida para a liberdade. A liberdade, porém, só é possível com um processo verdadeiro e profundo de reconciliação e a possibilidade de perdão. No caso da Eslováquia, aprendemos que dizer a verdade e fazer justiça àqueles que foram vítimas do regime comunista é fundamental para uma sociedade livre, que respeita o valor e a dignidade de cada ser humano.

Continuar...
 

Comunicado Jupax Europa

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Após a reunião de secretários gerais da plataforma Jupax Europa, divulgamos o comunicado Uma Fronteira Física entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte poderá provocar um grande mal.

 

Bispos europeus e americanos apelam a desarmamento nuclear global

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Bruxelas, 6 de Julho — o arcebispo Jean-Claude Hollerich, presidente da conferência europeia de Comissões Justiça e Paz, presidente da Comissão sobre Justiça e Paz International dos bispos americanos publicou hoje uma declaração pela "total eliminação das armas nucleares".
Intitulada “Nuclear Disarmament: Seeking Human Security,” a declaração foi emitida coincidindo com a conclusão de uma reunião das Nações Unidas para a "negociação de um tratado com força legal para proibir as armas nucleares, com vista à sua erradicação." 
 
A declaração completa pode ser lida em http://www.juspax-eu.org.
 
 

A Europa na Encruzilhada

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Justiça e Paz Europa: Ação Concertada 2017

O projeto para uma Europa pacífica e unificada está numa encruzilhada. Isto foi demonstrado também pelo referendo que conduziu ao Brexit, no Reino Unido, em junho de 2016, que inaugurou um período de dúvida e incerteza. Deve ser visto como um sinal alarmante de uma ampla insatisfação e mal-estar, que exige respostas convincentes. Nesta situação, a "confusão política", que por muito tempo tem sido uma estratégia bem sucedida, já não é suficiente. Para que o projeto europeu seja renovado, é necessária uma visão clara do seu mérito excecional, combinada com um discurso público a nível europeu sobre a sua identidade e futuro, bem como os valores em que assenta. A Conferência Europeia das Comissões de Justiça e Paz (Justiça e Paz Europa) apresenta as seguintes dez propostas políticas...

Continuar...
 

Reconquistar a confiança e contrariar o medo

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Declaração do conselho executivo da rede Justiça e Paz Europa por ocasião do Dia dos Direitos Humanos (10 de dezembro)

Reconquistar a confiança e contrariar o medo -- Os Direitos Humanos como instrumento contra a transgressão e o populismo

Vivemos num mundo pleno de inquierações em muitas áreas, como a política, a economia, a sociedade  e a cultura.

Cada vez mais pessoas se sentem inseguras e estão convencidas de que as suas preocupações não são levadas a sério. Aceitar transgressões de agentes públicos faz correr o risco de abrir a porta à intolerância e, até, aos crimes de ódio. A inquietação provoca medos. Devemos considerar seriamente estes medos e escutar com atenção as pessoas que os exprimem. O medo reforça a tendência para o populismo, o racismo e a intolerância. É importante analisar e compreender as razões destes medos.

Por ocasião do Dia dos Direitos Humanos, Justiça e Paz Europa pretende chamar a atenção para o facto de termos um importante conjunto de instrumentos para contrariar estas inquietações e estes medos: os Direitos Humanos.

Continuar...
 


Pág. 1 de 4