Comissão Nacional Justiça e Paz

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Notícias

Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2019

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF


Brasão Papa Francisco

Mensagem do Papa Francisco para a Quaresma de 2019

«A criação encontra-se em expetativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus» (Rm 8, 19)

Queridos irmãos e irmãs!

Todos os anos, por meio da Mãe Igreja, Deus «concede aos seus fiéis a graça de se prepararem, na alegria do coração purificado, para celebrar as festas pascais, a fim de que (…), participando nos mistérios da renovação cristã, alcancem a plenitude da filiação divina» (Prefácio I da Quaresma). Assim, de Páscoa em Páscoa, podemos caminhar para a realização da salvação que já recebemos, graças ao mistério pascal de Cristo: «De facto, foi na esperança que fomos salvos» (Rm 8, 24). Este mistério de salvação, já operante em nós durante a vida terrena, é um processo dinâmico que abrange também a história e toda a criação. São Paulo chega a dizer: «Até a criação se encontra em expetativa ansiosa, aguardando a revelação dos filhos de Deus» (Rm 8, 19). Nesta perspetiva, gostaria de oferecer algumas propostas de reflexão, que acompanhem o nosso caminho de conversão na próxima Quaresma.

Continuar...
 

AUDIÇÃO PARLAMENTAR SOBRE O REGIME JURÍDICO DAS ARMAS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

CNJP Audição Pública AR

 

AUDIÇÃO PARLAMENTAR SOBRE O REGIME JURÍDICO DAS ARMAS

CONTRIBUTO DA COMISSÃO NACIONAL JUSTIÇA E PAZ

            A Comissão Nacional Justiça e Paz agradece à Assembleia da República a oportunidade que lhe foi dada de se pronunciar sobre a Proposta de Lei n.º 154/XIII de alteração ao regime jurídico das armas.

            A Comissão Nacional Justiça e Paz é um organismo da Conferência Episcopal Portuguesa que tem por missão olhar a realidade nacional e internacional à luz do Evangelho e da doutrina social da Igreja e, a essa luz, intervir no âmbito da formação da opinião pública.

Muitas das questões suscitadas pela alteração legislativa em discussão relevam de aspetos técnico-jurídicos ou de opções de política legislativa que extravasam do âmbito da missão da Comissão Nacional Justiça e Paz e, por isso, limitar-me-ei a salientar uma ideia básica que tem orientado a ação desta Comissão nesta área já desde há alguns anos.

Continuar...
 

Presidente da CNJP em entrevista à Agência Ecclesia (31 Dezembro 2018)

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

 

 

 

 

COMECE O futuro do trabalho

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

                                                   O FUTURO DO TRABALHO

A comissão de assuntos sociais da COMECE (Comissão dos Episcopados da Comunidade Europeia) publicou um documento de reflexão sobre o futuro do trabalho,em face dos desafios colocados pelas transformações digital e ecológica.

As recomendações finais são sintetizadas nos dezassete pontos seguintes:

Continuar...
 

NÃO HÁ UMA PROSTITUIÇÃO “BENIGNA” por Pedro Vaz Patto

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

NÃO HÁ UMA PROSTITUIÇÃO “BENIGNA” por Pedro Vaz Patto

Como alguns de vós saberão, já várias vezes exprimi a minha posição contrária à legalização da prostituição. Atualmente, a lei portuguesa não pune a pessoa que se prostitui (esta é encarada como vítima), mas pune o lenocínio, isto é, a exploração da prostituição, o proxenetismo. A legalização implicaria a descriminalização do lenocínio em determinadas condições, que passaria a ser encarado como uma normal atividade empresarial, sendo a atividade da pessoa que se prostitui encarada como um trabalho equiparado a qualquer outro.

Continuar...