Comissão Nacional Justiça e Paz

  • Aumentar o tamanho da fonte
  • Tamanho padrão da fonte
  • Diminuir tamanho da fonte
Notícias

Desigualdade, Justiça e Fraternidade

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Por iniciativa da O.N.U., comemora-se a 20 de fevereiro o Dia Internacional da Justiça Social.

Evocar a justiça social é particularmente oportuno quando olhamos para o estado atual do nosso mundo no que diz respeito à repartição da riqueza.

Continuar...
 

Tudo se perde com a guerra, tudo se ganha com a paz

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Salienta o Papa Francisco, na sua mensagem para o Dia Mundial da Paz de 2017, que a violência não permite alcançar objetivos de valor duradouro e desencadeia uma espiral de morte infindável, que beneficia apenas poucos “senhores da guerra”. Há, então, que buscar resolver as controvérsias pelas vias da razão, das negociações baseadas no direito, na justiça e na equidade. A não-violência deve tornar-se o estilo característico dos relacionamentos e da ação política.

Continuar...
 

Dia Mundial da Paz. Entrevista ao presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz, Pedro Vaz Patto

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
 

Muros

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Nos primeiros anos deste século, Thomas Friedman publicou um livro intitulado “O Mundo é Plano”. Nele dá conta de um mundo onde, pela primeira vez, nos podemos aperceber dos vales escondidos, dos riachos ignorados, dos grupos esquecidos e abandonados, das grandezas e das pequenezas encobertas.

[Maria Rosário Carneiro, Renasceça]

Continuar...
 

Quando se derruba o alicerce

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Já várias vezes ouvi a pessoas que defendem a legalização da eutanásia que esta deve restringir-se a casos excecionais e extremos, a situações de doença terminal e sofrimento insuportável. A lei deverá estabelecer com rigor um quadro bem delimitado e não pode considerar-se à partida que ela não será respeitada. A legalização da eutanásia será, de qualquer modo, uma exigência do respeito pela autonomia.

Continuar...