COMUNICADO DIA INTERNACIONAL DO TRABALHO – 1º DE MAIO de 2019

A Liga Operária Católica, Movimento de Trabalhadores Cristãos (LOC/MTC) em união com o Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos (MMTC) afirma que o trabalho é um elemento indispensável da dignidade humana. Por isso a dignidade do homem, dada por Deus, deve ser respeitada no mundo do trabalho. Na Europa e no Mundo, milhões de pessoas não têm trabalho par se alimentarem e às suas famílias. A mecanização, a automação e a digitalização não devem levar à exclusão de milhões de pessoas. A exploração dos recursos causa danos irreparáveis e condições de trabalho desumanas. A digitalização da economia conduz a condições laborais precárias. Em todo o mundo, 60% dos trabalhadores estão empregados no setor informal: sem segurança social, sem direitos laborais e com salários baixos.

Com o Papa Francisco, afirmamos “não a uma economia de exclusão e da iniquidade. Esta economia mata (…) “ Como consequência desta situação, grandes massas de população veem-se excluídas e marginalizadas: sem trabalho, sem horizontes, sem saída” Evangelii Gaudium, 53).

Exigimos trabalho para todos e salários dignos também no mundo digital. Os cem anos da Organização Internacional do Trabalho (OIT) não trouxeram aos trabalhadores de todo o mundo os direitos sociais e laborais estipulados pelas normas da OIT. Milhões de pessoas veem-se privados dos direitos laborais e humanos fundamentais; não podem constituir comissões de trabalhadores nas empresas nem podem organizar-se para se defender. O desenvolvimento rumo à paz, o progresso e a justiça social só é possível se todos os países do mundo ratificarem essas normas da OIT.

Exigimos a aplicação global dos direitos laborais de acordo com a OIT. O trabalho e as condições laborais continuam a causar danos na saúde e a morte. O Trabalho Digno exige condições de saúde e que garanta ao trabalhador um meio de vida com dignidade. A Europa necessita de uma legislação global para um salário mínimo digno nos seus diferentes países. As empresas que operam à escala mundial devem estar obrigadas a aplicar os direitos laborais e as normas de salario mínimo nas suas cadeias de produção.

Exigimos um salário mínimo justo e sustentável na Europa e em todo o Mundo. Há que pôr fim à exploração dos seres humanos e da nossa mãe Terra. A paz, o progresso e a justiça social para todos, só serão possíveis se forem alcançados os objetivos para o desenvolvimento sustentável em todo o mundo. Não há paz sem desenvolvimento sustentável e sem justiça.

Neste dia internacional do trabalho – 1º de Maio de 2019, exortamos ao compromisso com a dignidade humana e com a sustentabilidade.

LOC/MTC – Movimento de Trabalhadores Cristãos

MMTC- Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos