Um dos eixos dos trabalhos desta reunião foi dialogar sobre o Documento Final e a Mensagem do Papa Francisco ao Encontro Internacional de Organizações Sindicais, organizado no Vaticano, em Novembro de 2017, pelo Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral. Aprofundámos e partilhámos orientações para a missão de ambos os movimentos perante os desafios do trabalho humano e a dignidade da pessoa, num desenvolvimento integral e sustentável.
Partilhámos ainda a preocupação pelos níveis de desigualdade, as mudanças impostas pelas reformas laborais que debilitam os direitos do trabalho e deterioram a vida dos trabalhadores e das suas famílias, a financeirização da economia, que concentra a riqueza nas mãos de poucos, e a fé cega na tecnologia, como solução dos problemas da organização social.
Fazemos nossa a mensagem do Papa Francisco sobre o profundo sentido humano do trabalho pois “condiciona não só o desenvolvimento económico, mas também cultural e moral das pessoas, da família e da sociedade”.
Consideramos os Sindicatos como instituições essenciais à construção de sociedades mais democráticas, baseadas nos valores da colaboração, da unidade, da solidariedade, na busca e na prossecução de uma vida digna que construa o bem comum.
Pensamos que a realização deste encontro de organizações sindicais no Vaticano foi um grande sinal, pelo grau de interlocutores, com representantes ao mais alto nível, e pelo diálogo e consensos alcançados. Há que continuar esta iniciativa do Papa Francisco promovendo encontros semelhantes no âmbito nacional, regional ou local, para continuar a ter pontes de modo a que a pessoa seja o centro do trabalho e a atividade económica sirva ao bem comum procurando o cuidado da criação. Mais ainda quando acabamos de celebrar o septuagésimo aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
Para além disto, partilhámos neste encontro experiências de comunhão de vida e de ação de ambos os movimentos; a dinâmica da Jornada Mundial pelo Trabalho Digno, no caso da HOAC, no âmbito da iniciativa “Igreja pelo Trabalho Digno”, e, por último, os compromissos que derivam da participação conjunta no Movimento Mundial da Trabalhadores Cristãos (MMTC) e no Movimento Europeu (MTCE).

Fuenteheridos, 16 de Março de 2018

Comissão Permanente da HOAC e Equipa Executiva Nacional da LOC/MTC