Ciganos são Notícia

Lusa, 8 set - ANTICIGANISMO

Lusa, 8 set  - ANTICIGANISMO

O jornalista Pedro Sousa Pereira interpelou Francisco Monteiro (FM) sobre declarações que André Ventura (AV), presidente do Chega, fez relativamente ao anúncio da candidatura de Ana Gomes (AG) à Presidência da República; nelas AV afirmou que AG seria a candidata das minorias étnicas que não querem trabalhar. O jornalista queria a reação de representantes ciganos, tendo-lhe FM indicado alguns contactos; seguidamente quis a reação de FM. A notícia que a Lusa difundiu e que foi ecoada em: Expresso online, Observador, 7 Margens, Sábado e Público, foi a seguinte:

O diretor executivo da Obra Nacional da Pastoral dos Ciganos, Francisco Monteiro, disse hoje à agência Lusa que as declarações do líder do Chega sobre os ciganos são hipócritas e ilegais, e que o Estado deve atuar contra o "discurso de ódio".

 

Continuar...

Antena 1 (11 jun)

Antena 1 (11 jun)

Nos noticiários da manhã deu muito relevo à notícia (ver neste nº) da publicação do Relatório de 2020 da FRA (Agência Europeia para os Direitos Fundamentais) sobre a situação das populações ciganas em Portugal. Também a TSF e o Observador referiram a mesma divulgação.

Correio Transmontano (Facebook – 27 jun) - PASTORAL

Correio Transmontano (Facebook – 27 jun) - PASTORAL

Cáritas Diocesana de Bragança-Miranda e Serviço Diocesano Migrações e Minorias Étnicas em tempos de pandemia

Transcrevemos a notícia publicada pelo Correio Transmontano sobre a entrevista que efetuou. O notável trabalho da Drª Fátima Castanheira com a comunidade cigana de Bragança foi objeto de uma extensa reportagem da RR que a Caravana publicou no último número (nº 96).

O Correio Transmontano foi recebido nas instalações da Cáritas Diocesana de Bragança-Miranda para proceder a uma entrevista às Drªs Cristina Figueiredo e Fátima Castanheira. Amabilíssimas, aceitaram o nosso convite para gravar uma conversa informal sobre o trabalho desenvolvido, durante a pandemia, pela Cáritas Diocesana de Bragança-Miranda e pelo Serviço Diocesano das Migrações e Minorias Étnicas.
Para quem não sabe, o SDMME - Serviço Diocesano das Migrações e Minorias Étnicas é uma entidade de apoio às minorias étnicas e imigrantes residentes na diocese de Bragança-Miranda, que se propõe dar resposta aos desafios que envolvem estas comunidades.

Continuar...

Voz da Verdade (23 fev 2020) - PASTORAL

Voz da Verdade (23 fev 2020) - PASTORAL

Caridade traz “pacificação”

O Bairro da Quinta das Mós, na Paróquia de Camarate, foi a periferia escolhida pela Vigararia de Sacavém para a vivência da Semana da Caridade. No dia 16 de fevereiro, o almoço e convívio resultou num momento de “pacificação” do bairro. “Fizemos missão!”, atestaram as comunidades no terreno.

A iniciativa da Semana da Caridade foi antecedida por dois encontros preparatórios, o segundo dos quais foi com a Pastoral dos Ciganos, onde foram focadas as comunidades que estão presentes no Bairro da Quinta da Fonte, na Apelação, e também em São João da Talha e em Camarate.

 

Continuar...

Union Romani (7 fev 2020) - GENOCÍDIO

Union Romani (7 fev 2020) - GENOCÍDIO

O inferno existe: Auschwitz-Birkenau

A 27 de janeiro de 1945, o exército vermelho que veio da Rússia entrou no campo de extermínio de Auschwitz-Birkenau. Este campo foi construído por nazis alemães em território polaco, muito perto de Cracóvia, e tornou-se o lugar mais eficaz na tarefa de eliminação em massa de todas as pessoas que, segundo os criminosos nazis, não deveriam sobreviver. Estima-se que um milhão e meio de pessoas inocentes foram mortas neste lugar.

Sem dúvida, Auschwitz-Birkenau é o nome que evoca o lugar mais tétrico e em que a máquina de assassinar funcionou durante mais tempo. Mas o mapa de campos de extermínio inclui outros lugares não menos tétricos. A lista dos mais significativos é composta por doze campos, alguns dos quais não estavam muito longe de Auschwitz-Birkenau no número de vítimas.

 

Continuar...

Mais artigos...