Internacional

AINDA A REUNIÃO DO CCIT EM TROGIR: APONTAMENTOS DOS GRUPOS DE TRABALHO

AINDA A REUNIÃO DO CCIT EM TROGIR: APONTAMENTOS DOS GRUPOS DE TRABALHO

No nº 92, a  Caravana noticiou algumas das principais apresentações feitas nesta reunião do CCIT, em Trogir, Croácia de 5 a 7 de abril. No nº de junho do Nevi Yag, Aude Morisod da Suiça, apresentou as conclusões dos habituais grupos de trabalho, em que salientamos algumas reflexões de participantes ciganos e não ciganos de diversos países presentes.

 

Continuar...

FRA: RELATÓRIO DE 2019 SOBRE OS DIREITOS FUNDAMENTAIS

FRA: RELATÓRIO DE 2019 SOBRE OS DIREITOS FUNDAMENTAIS

Em junho, a Agência Europeia para os Direitos Fundamentai (FRA), publicou o seu Relatório (R) de 2019. Do extenso documento, vamos salientar apenas dois capítulos: o primeiro sobre a Implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável na UE: uma questão de direitos humanos e fundamentais e o quinto sobre A Integração dos Ciganos.

"Em 25 de setembro de 2015, a Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) adotou formalmente a universal, integrada e transformadora Agenda de 2030 para o Desenvolvimento Sustentável"* juntamente com um conjunto de 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 tarefas. "A adoção da Agenda 2030 e dos seus ODSs representa uma mudança de paradigma das políticas internacionais de cooperação para o desenvolvimento. A UE comprometeu-se a implementar os ODSs tanto nas suas políticas internas como nas externas."

 

Continuar...

TRABALHAR COM OS CIGANOS: PARTICIPAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS COMUNIDADES LOCAIS

TRABALHAR COM OS CIGANOS: PARTICIPAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS COMUNIDADES LOCAIS

Em 16 nov. a FRA (Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais) publicou o Relatório com o tema em epígrafe que se baseia nos resultados de participação de ciganos em atividades locais de integração nas áreas da habitação local, educação, emprego e desenvolvimento comunitário.

Conclusão dos nºs anteriores (92 e 93)

A construção de relações de confiança entre as comunidades para garantir o sucesso, é outro dos aspetos sublinhados pela investigação, tendo por base a confiança entre as partes interessadas, sendo que a sua falta afeta a implementação dos projetos de inclu­são. “Sempre que as comunidades confiam nas pessoas que implementam os proje­tos, é mais provável que participem em atividades do projeto e partilhem abertamente os seus pen­samentos e opiniões; como resultado, as interven­ções acabam por conduzir a resultados mais con­cretos e significativos”.

 

Continuar...

GRANDES-DADOS: DISCRIMINAÇÃO NO PROCESSO DE DECISÃO APOIADO EM DADOS

GRANDES-DADOS: DISCRIMINAÇÃO NO PROCESSO DE DECISÃO APOIADO EM DADOS

Em junho, a FRA (Agência da União Europeia para os Direitos Fundamentais)   publicou uma investigação sobre a intersecção entre os direitos fundamentais e os desenvolvimentos tecnológicos e concluiu que a discriminação é particularmente afetada por estes últimos. "Quando os algoritmos são utilizados para o processo de decisão, existe potencial para discriminação contra indivíduos. O princípio de não-discriminação, tal como está consagrado no artº 21 da Carta dos Direitos Fundamentais da UE, precisa de ser tido em consideração quando se aplicam algoritmos à vida diária."

 

Continuar...

FRA FAZ INVESTIGAÇÃO SOBRE MULHERES CIGANAS NA EUROPA

FRA FAZ INVESTIGAÇÃO SOBRE MULHERES CIGANAS NA EUROPA

Em 8 de abril (Dia Internacional dos Ciganos), a FRA (Agência Europeia para os Direitos Fundamentais) divulgou o seu Segundo inquérito sobre as minorias da UE e a discriminação: relatório sobre as Mulheres ciganas em nove Estados membros da UE. Além das desigualdades de que as mulheres na UE sofrem, as mulheres ciganas sofrem ainda de anti ciganismo, pobreza extrema, exclusão e discriminação, o que realça a urgência da necessidade de iniciativas específicas e de género "que permitam às mulheres ciganas realizar todo o seu potencial".

 

Continuar...

Mais artigos...