NEVIPENS ROMANÍ (16-28 fev) - DIVERSOS

NEVIPENS ROMANÍ (16-28 fev) - DIVERSOS

Andaluzia: A “zambra” cigana quer entrar na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade

Estão a ser recolhidas assinaturas digitais para pedir à UNESCO que reconheça este “palo” pela sua riqueza artística e pelo seu valor histórico

A “zambra”, a dança flamenca dos ciganos que vivem em Granada e Almería, mas muito enraizada nas zonas de Albaicín e Sacromonte, procura o reconhecimento como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

 

Através da plataforma “change.org”, estão a ser recolhidas assinaturas digitais para fazer pressão junto da UNESCO, da Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura, que é a autoridade competente neste tipo de declarações, que reconheçam este “palo” que, segundo a descrição da petição, “tem o seu berço em zonas desfavorecidas, como Albaicín e Sacromonte de Granada. Os seus precursores eram ciganos economicamente muito pobres, mas milionários em arte e em expressão artística”.