Editorial

EDITORIAL CARAVANA 81

EDITORIAL CARAVANA 81

Há alguns dias fomos surpreendidos pela ampla cobertura mediática do baptismo do futebolista Ricardo Quaresma e dos seus dois filhos, Ricardo e Kauana, realizado na Igreja de Pero Pinheiro. A surpresa deve-se ao facto de muitos terem a ideia errada de que os ciganos não são católicos, mas sim evangélicos, o que não é verdade, pois, em Portugal, ainda existe um bom número de ciganos católicos que se orgulham disso e procuram preservar e viver a fé e as tradições religiosas herdadas dos seus antepassados.

 

Continuar...

EDITORIAL CARAVANA 80

EDITORIAL “CARAVANA”

 

Todos os dias, de uma forma ou de outra, somos confrontados com notícias sobre a comunidade cigana, na sua maioria notícias negativas porque, infelizmente, na cultura do nosso tempo a notícia que provoca escândalo e sensacionalismo é a que vende e a que aparece com grande destaque nos meios de comunicação.

 

Continuar...

EDITORIAL – Caravana 79

EDITORIAL – Caravana 79

 

Na sua mensagem para o Dia Mundial da Paz, celebrado no passado dia 1 de janeiro, o Papa Francisco fazia o convite à humanidade para “vencer a indiferença e construir a paz”. De facto, um dos maiores pecados do nosso tempo é a indiferença, uma indiferença generalizada e globalizada, fruto duma cultura individualista, onde cada individuo se preocupa, apenas e só, com o seu bem-estar, esquecendo o outro, com os seus sofrimentos e dramas de vida.

 

Continuar...

EDITORIAL CARAVANA 78

EDITORIAL CARAVANA 78

 

Ao olharmos para o mundo em que vivemos não deixamos de nos espantar pelo facto das sociedades humanas, em pleno século XXI, continuarem tão violentas, tão injustas e tão descriminantes em relação a algumas parcelas humanas que se diferenciam pela sua cultura, tradições, religião…

 

Continuar...

EDITORIAL CARAVANA 77

EDITORIAL CARAVANA 77

 

"Nós somos todos iguais, porque Deus nos criou no mesmo dia". Esta é uma frase famosa, que dá que pensar, proferida pelo cigano Damian Draghici, deputado do Parlamento Romeno.

Praticamente desde que há notícia da presença do povo cigano em território europeu que esta presença é marcada por um forte anticiganismo que tem percorrido os séculos e continua, de forma escandalosa, presente na Europa do nosso tempo.

 

 

Continuar...

Mais artigos...