Nacional

CIGANOS EM TEMPO DE PANDEMIA

CIGANOS EM TEMPO DE PANDEMIA

O OBCIG de dez 20, na sua rubrica “Vozes Ciganas”, dedicou uma secção às “Vozes Ciganas sobre os Direitos Humanos em Contexto de Pandemia”. Sintetizamos a primeira entrevista, a Cátia Montes.

Cátia Montes (CM) é cigana, educadora social e frequenta o 2.º ano do mestrado em educação social.

OBCIG A pandemia de COVID-19 tornou mais visível e aprofundou fragilidades socioeconómicas que já existiam e que agora se tornaram ainda mais evidentes?

CM Todas as dificuldades e fragilidades socioeconómicas que já existiam aprofundaram-se e muito, no entanto, a visibilidade eu não sei se realmente existiu pelo lado positivo, no sentido de os políticos e a sociedade em geral perceberem que é uma comunidade que sofre de fragilidades que necessitam de ser colmatadas. Portanto, eu não sei se a visibilidade que houve, se foi produtiva, a nível de conseguirmos soluções, em vez de críticas e apontar dos dedos.

Continuar...

A EDITORIAL CÁRITAS DEDICA UM CADERNO AO LIVRO DE MYRNA MONTENEGRO

A EDITORIAL CÁRITAS DEDICA UM CADERNO AO LIVRO DE MYRNA MONTENEGRO

Após o lançamento dos seus livros, a Editorial Cáritas tem por hábito dedicar um Caderno ao tema do livro recém-lançado. Isso aconteceu com o livro de Myrna Montenegro (MM) “Aprender a ser cigano hoje: empurrando e puxando fronteiras», lançado na Feira do Livro em 3 de setembro. Reproduzimos excertos de entrevistas publicadas no Caderno (48 páginas) acessível em https://caritas.pt/cadernoseditorial/ .

 

Entrevista a Mirna Montenegro (MM)

 

Continuar...

MONITORIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS NACIONAIS PARA A INTEGRAÇÃO DAS COMUNIDADES CIGANAS (ENICCs)

MONITORIZAÇÃO DA SOCIEDADE CIVIL SOBRE A IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS NACIONAIS PARA A INTEGRAÇÃO DAS COMUNIDADES CIGANAS (ENICCs)

Em 14 de agosto foi divulgado o Relatório final do Roma Civil Monitor (RCM), projeto da Comissão Europeia, levado a cabo pela CEU (Central European University) de Budapeste, com a participação de diversas estruturas ciganas europeias, entre as quais a Fundación Secretariado Gitano de Espanha e, em Portugal da EAPN (Rede Europeia Anti-Pobreza) Portugal, da Associação Letras Nómadas e da ONPC (ver Caravanas nºs 86, 95 e 96). Nas conclusões aponta-se para a necessidade de “definir medidas e programas que fomentem uma inclusão efetiva” das comunidades ciganas. Entre os capítulos que merecem destaque estão o anticiganismo e a discriminação.

 

Continuar...

CONVITE PARA A FESTA DE NATAL

CONVITE PARA A FESTA DE NATAL

Da Associação Torre Amiga ( Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ) recebemos o seguinte simpático convite para a festa de Natal do bairro da Torre, Camarate, protagonizado pelas próprias crianças

Amigos e amigas que nos têm apoiado,

Nós as crianças do bairro da Torre em Camarate, junto com a nossa mãe do bairro e o Pároco da Paróquia de São Tiago Maior de Camarate, tivemos este ano a ideia de vos convidar mais uma vez para virem viver e partilhar connosco o próximo dia 21 (ver programa em baixo) o nosso Natal, com a nossa árvore e presépio de esperança onde todos nós, familiares, amigos e convidados teremos um dia para deixar a nossa voz, a nossa mensagem de esperança, para juntos termos um dia diferente em família.

 

Continuar...

NOVO CONCIG (Conselho Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas)

NOVO CONCIG (Conselho Consultivo para a Integração das Comunidades Ciganas)

O ACM (Alto Comissariado para as Migrações) é a entidade responsável pela Estratégia Nacional para a Integração das Comunidades Ciganas (ENICC) que foi reformulada pela Resolução do Conselho de Ministros (RCM) nº 154/2018. A nova ENICC que sucedeu à primeira versão aprovada pela RCM nº 25/2013   e cujo âmbito temporal era   2013 - 2020, prevê a criação do CONCIG que inclui membros permanentes e não permanentes, tendo a tomada de posse do novo CONCIG tido lugar nas instalações da Presidência do Conselho de Ministros em 24 de maio. Francisco Monteiro foi convidado para ser um dos “dois/duas representantes de instituições que trabalham com pessoas ciganas”, previstos na lista dos membros permanentes.

 

Continuar...

Mais artigos...