CARAVANA 102 – EDITORIAL

CARAVANA 102 – EDITORIAL

Este número da Caravana está focado na ousadia do Papa Francisco, na sua parrésia, termo que ele tanto gosta de utilizar. Num bairro da Eslováquia onde, com assinaláveis exceções, ninguém queria entrar, o Papa Francisco foi visitar ciganos ignorados pela sociedade. E depois da visita falou com entusiasmo de como foi ao encontro dos ciganos, de como falou com eles e os ouviu. O Papa Francisco foi assim dar exemplo urbi et orbi, do que é ser cristão: inclusivo e não exclusivo; de que não  se pode proclamar como cristão e católico quem opta, tantas vezes publicamente, por discursos de ódio e de discriminação e ou com o seu voto, ou com as suas atitudes, ou com as suas teorias, por excluir alguém, ou ignorar alguém, ou categorizar alguém que já está nas margens da sociedade, como a excluir da sociedade, a não ser ajudado, a não ser apoiado nos seus esforços pela dignidade à qual, como o cristianismo ensina, todos sem exceção têm direito.

 

Continuar...

VIAGEM APOSTÓLICA DO PAPA FRANCISCO À ESLOVÁQUIA (13 a 15 de setembro de 2021)

VIAGEM APOSTÓLICA DO PAPA FRANCISCO À ESLOVÁQUIA (13 a 15 de setembro de 2021)

Encontro com a comunidade cigana, 14 de setembro de 2021

Saudação do Papa Francisco (excertos)

O Papa recordou as palavras de São Paulo VI: «Vós na Igreja não estais à margem... Estais no coração da Igreja» (26 de setembro de 1965). O Papa acrescentou que “na Igreja, ninguém se deve sentir estranho nem marginalizado. E não se trata apenas de um modo de dizer, mas o modo de ser da Igreja. Pois ser Igreja é viver como convocado por Deus, sentir-se eleito na vida, fazer parte da mesma equipa. É assim que Deus nos quer: cada um diverso, mas todos unidos em redor d’Ele. O Senhor vê-nos todos juntos. … A Igreja é isto: uma família de irmãos e irmãs com o mesmo Pai, que nos deu Jesus como irmão para compreendermos quanto Ele ama a fraternidade. E deseja que a humanidade inteira se torne uma família universal. Vós nutris um grande amor pela família e olhais a igreja a partir desta experiência. Sim, a Igreja é casa, é casa vossa. Por isso – digo-vo-lo do coração - sede bem-vindos! Senti-vos sempre em casa na Igreja e nunca tenhais medo de habitar nela. Que ninguém vos afaste da Igreja, a vós ou a qualquer outra pessoa. …      Não é fácil ultrapassar os preconceitos, mesmo entre os cristãos. Não é coisa simples sentir apreço pelos outros considerados frequentemente como obstáculos ou adversários, formulando-se juízos sem conhecer os seus rostos e as suas histórias. …

 

Continuar...

Mensagem para o dia da Memória do Beato Zeferino Giménez

Vaticano, 2 de agosto de 2021

Mensagem para o dia da Memória do Beato Zeferino Giménez

 

Como é bem conhecido, a Igreja celebra hoje a memória do Beato Zeferino Giménez Malla, o cigano que foi fuzilado em Barbastro em 1936 por tentar salvar um sacerdote. Na vida de Pelé, como é popularmente conhecido pelos ciganos, encontram-se refletidos os valores centrais da vida cristã. Era conhecido pela sua vida de oração, pela sua caridade constante; tinha também um dom natural para aconselhar. Como disse S. João Paulo II na sua beatificação, no dia 4 de maio de 1997, “foi, acima de tudo, um homem de profundas convicções religiosas”. (cf. Homilia de S. João Paulo II na cerimónia solene da beatificação de Ceferino Giménez e companheiros mártires em 4 de maio de 1997, 4).

Certamente que frequentar os sacramentos e a sua devoção mariana foram a base de tal atitude vital. Mas também o foi o preservar os valores tradicionais da cultura cigana, como a promoção da vida, a centralidade da família, o sentido religioso da vida, o acolhimento incondicional, a conceção humana do trabalho e a alegria de viver. No entanto, este ano quero frisar dois aspetos essenciais da vida do Beato Zeferino Giménez.

 

Continuar...

LEFFEST 21 – 10-21 novembro

LEFFEST 21 – 10-21 novembro

A 15ª edição do Lisboa + Sintra Film Festival foi anunciada numa conferência de imprensa no Palácio de Queluz em 1 de setembro. O LEFFEST 21 é dedicado à CELEBRAÇÃO DA CULTURA ROM.

Com este programa especial, o LEFFEST honra e celebra a cultura Rom em todas as suas expressões artísticas, da dança à literatura, passando pelo cinema, pela música e pelas artes plásticas. Viajaremos da Península Ibérica para a Europa Oriental para descobrir a riqueza e a profunda diversidade desta cultura, que integra os ciganossintismanouchesyenichecaló.
Não podemos ignorar o facto de que a memória dos povos Roma foi e continua a ser atravessada por uma longa história de discriminação, segregação e genocídio. Foi também nesse solo ensanguentado que floresceram e continuam a florescer infinitas expressões artísticas que, em pleno século XXI, ainda não são devidamente reconhecidas nem divulgadas como por inteiro o merecem.

Continuar...

D. MARIO RIBOLDI, CIGANO ENTRE OS CIGANOS

D. MARIO RIBOLDI, CIGANO ENTRE OS CIGANOS

Como o Cardeal Peter Turkson referiu no artigo anterior, em 8 de junho, o Senhor chamou a si Mons. Mario Riboldi. O. P. Luigi Peraboni, que com D. Mario Riboldi, D. Massimo Mostioli e ainda com D. Bruno Nicolini, foram os grandes impulsionadores da causa da beatificação do Beato Zeferino, diz a propósito do chamamento de D. Mario: “só Deus sabe quantos ciganos estão lá em cima: que grande festa farão, com cânticos, danças, abraços e aclamações…”.

 

Continuar...