CARAVANA 105 - EDITORIAL

CARAVANA 105 - EDITORIAL

O SOS que abre este número da Caravana, dispensa quaisquer outras palavras; apenas nos convida ao silêncio e, certamente, que nos causa uma profunda lágrima de compaixão, daquela compaixão de que Jesus tantas vezes deu exemplo, para não dizer que moldou toda a sua vida até sofrer e morrer por nós e que tão insistentemente nos convidou a exercitar. A parábola do Samaritano que o Papa Francisco tão profundamente desenvolve na encíclica Fratelli Tutti, chamando-nos insistentemente a atenção para as atitudes de “passar ao lado” vs. “encher-se de compaixão”, aplica-se inteiramente a esta chaga do nosso Alentejo, que o é igualmente do nosso Portugal supostamente democrático, social e inclusivo; só supostamente: na prática veja-se o que passa, ano após anos, década após década, com estas dezenas de ciganos ignorados, excluídos, emaranhados num misto de teorias burocráticas e de desprezo factual, de supostas boas vontades inibidas quando se trata de tomar decisões que de facto resolvam os problemas das pessoas.

 

Continuar...

UM SOS DE FERNANDO MOITAL DE ÉVORA SOBRE OS SEUS AMIGOS CIGANOS NÓMADAS COMPULSIVOS

UM SOS DE FERNANDO MOITAL DE ÉVORA SOBRE OS SEUS AMIGOS CIGANOS NÓMADAS COMPULSIVOS

 

Fernando MOITAL (7 de junho)

Bom dia!

O assunto deste e-mail não é "fofinho". A vida destas pessoas também não.

Há dias tirei esta fotografia em Évora. E lembrei-me de a legendar desta forma:

 

Imaginam-se mulheres, com 5, 6, 7 ou mais filhos, a viver em lonas, ao calor, à chuva e ao frio, a procurar comida, a cuidar dos filhos, a ir a reuniões do RSI e conexas, a levar e ir buscar os filhos à escola, ir a consultas, tratar de papeladas sem saber ler e, sem águacuidar desta roupa toda???

 

No final do dia tinham a vossa vida direitinha e arrumadinha?

Continuar...

DIA MUNDIAL DA DIVERSIDADE CULTURAL PARA O DIÁLOGO E DESENVOLVIMENTO

DIA MUNDIAL DA DIVERSIDADE CULTURAL PARA O DIÁLOGO E DESENVOLVIMENTO

Em 20 de maio, o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central (CHULC) organizou uma Celebração do Dia Mundial da Diversidade Cultural para o Diálogo e Desenvolvimento dedicando-a ao tema Importância da Mediação na Relação com o Outro… . O evento que teve lugar no Auditório do Hotel Neya em Lisboa, contou com a participação do Conselho de Administração do CHULC, do ACM (Alto Comissariado para as Migrações), da Comissão da Diversidade e  Inclusão  e do Gabinete de Comunicação e Imagem do CHLUC, entre outras entidades e de Bruno Oliveira (BO) cuja função de mediador intercultural  do CHULC – Gabinete de Segurança e Comissão da Diversidade e Inclusão do CHLUC foi formalizada pelo Conselho de Administração do CHLUC e comunicada durante a mesma Celebração, sendo o seu objetivo funcional responder às necessidades da comunidade de etnia cigana que acede ao CHLUC.

 

Continuar...

TEMPO DE UMA VIDA – GILBERTO MARQUES GRÁCIO

TEMPO DE UMA VIDA – GILBERTO MARQUES GRÁCIO

Pela Editora Oeiras Valley, da Câmara Municipal de Oeiras, foi editada recentemente uma biografia ilustrada de homenagem ao mestre Gilberto Grácio, insigne construtor de guitarras; o texto é de Isabel Macedo. Entre as personalidades que contribuíram para a biografia está Adérito Montes, Presidente das Oficinas Romani que, de 1997 ao ano 2000 constituíram o primeiro projeto pedagógico em que o mestre Gilberto Grácio se empenhou, por iniciativa de Tiago Maymone, com o objetivo de formar jovens ciganos  na  construção de guitarras flamencas, com financiamento europeu; o Projeto chegou a ter 13 formandos. Assim se deveu a mestre Grácio “a primeira escola de construção de guitarras do país”.

COMUNIDADE CIGANA DE COIMBRA

COMUNIDADE CIGANA DE COIMBRA

Notícia enviada pelo NACI (Núcleo de Apoio às Comunidades Ciganas) do ACM (Alto Comissariado para as Migrações) em 22 de abril.