Convocados para dialogar e renovar o nosso compromisso de aproximar o Evangelho do mundo do trabalho, concluímos os trabalhos do Seminário Internacional e Assembleia Geral cujo tema foi: “Terra, Teto e TRABALHO para uma vida digna”, estiveram reunidos em Ávila, Espanha, de 15 a 21 de Julho de 2017, 120 delegados de 42 Movimentos de Trabalhadores Cristãos de África, América, Ásia e Europa.

Durante estes dias pudemos partilhar a vida e experimentar a solidariedade e fraternidade, com os movimentos que integram o MMTC, acompanhados dos responsáveis da Igreja e de representantes das principais centrais sindicais, de Espanha, que nos animaram a continuar a construir pontes entre o mundo da Igreja e o mundo do trabalho. E recebemos uma mensagem do Papa Francisco que nos incentiva a um “renovado impulso para aproximar o Evangelho ao mundo do trabalho e para que a voz dos trabalhadores seja escutada no seio da Igreja”.

Demos graças a Deus pelos 50 anos de presença cristã no mundo do trabalho e por termos caminhado durante todo este tempo, ao lado de tantos irmãos trabalhadores, partilhando as suas angústias, alegrias e esperanças.

Sentimos a preocupação comum pelo desemprego, falta de emprego digno e alta precarização das relações laborais em todo o mundo, que geram dor, sofrimento, desespero, violência, emigração, guerra e morte. O sistema económico vigente, que visa apenas o lucro, sustenta-se a partir de um modelo de relações laborais baseado no enfraquecimento dos direitos do trabalho e sindicais, da negociação coletiva e dos direitos sociais e no empobrecimento e desumanização dos trabalhadores, que atingem a vida de milhões de pessoas e famílias inteiras sem distinção de idade, género, raça ou lugar.

Sentimo-nos interpelados, porque a dor de toda a família trabalhadora mundial também é a dor da LOC/MTC e dos seus militantes, mas queremos ser e mostrar sinais de esperança promovendo processos de humanização com base no amor que Jesus Cristo manifestou para com os pobres e os mais desfavorecidos e com o nosso compromisso explícito de apoio aos movimentos de trabalhadores.

Somos conscientes das nossas limitações nesta tarefa mas também sabemos do compromisso de outros protagonistas que estão na mesma luta pela dignidade da pessoa e que constroem alternativas por pequenas que sejam.

Assumimos o nosso compromisso, o nosso trabalho e as nossas lutas com todos os trabalhadores do mundo, seja no âmbito local, regional e mundial, para responder à missão evangelizadora do MMTC com a fé que nos vem de Jesus Cristo e da Doutrina Social da Igreja exigindo aos Estados Trabalho Digno e soluções sociais humanizadoras para todos.

Foi neste contexto que a LOC/MTC apresentou a candidatura de Fátima Almeida, anterior Coordenadora Nacional, a Copresidente do Movimento Mundial de Trabalhadores Cristãos que foi eleita, na última sessão da Assembleia Geral, com os votos de todos os Movimentos presentes, dos quatro Continentes, para um mandato de quatro anos.

A eleição da Fátima Almeida a quem agradecemos a sua generosa disponibilidade e responsabilidade por ter aceite esta nova missão revela bem o interesse que continuamos a ter por este Movimento Mundial e também a confiança que os Movimentos de Trabalhadores Cristãos de todo o Mundo têm pela LOC/MTC de Portugal e pelos seus militantes, expressa pela forma alegre e entusiasta como a candidatura foi recebida.

Parabéns Fátima. Desejamos entusiasmo, fé e dedicação para esta missão difícil. Conta com o total apoio da LOC/MTC.