O mundo está de pernas para o ar! O planeta está em pânico!

E tudo isto devido a um pequeno e indiscritível vírus que ataca tanto a ricos como a pobres, que cruza fronteiras sem “precisar de mostrar papeis”! E este pequeno vírus inodoro e incolor é mais forte do que qualquer campanha mediática ou sindicato internacional: bloqueia toda a economia mundial, faz cambalear as bolsas desde Tóquio até Nova York, aterroriza todos os líderes políticos e económicos, põe em dúvida o funcionamento da economia liberal globalizada, obriga-nos a falar de “decrescimento”…

“Derruba os poderosos dos seus tronos…” (Lc 1,52)

Senhor Deus, Tu que escutas as alegrias e as tristezas deste mundo,

Com os movimentos do MMTC, unidos num só coração e uma só fé, queremos dizer-te:

Repara nos milhares de pessoas angustiadas e dá-nos força para ampliar o nosso olhar!

TEMOS MEDO pela nossa saúde, pela saúde dos nossos entes queridos… não é de admirar, sem dúvida… mas é verdade Senhor: porquê este temor (às vezes infundado), quando sabemos bem que só Tu és imortal? E porque não tememos pelas crianças e adultos que viveram debaixo das bombas na Síria durante nove anos, ou em muitos outros países?

Senhor, livra-os do medo, dando-lhes a paz… pela qual também somos responsáveis!

ESTAMOS AFETADOS DIRETAMENTE  ou À NOSSA VOLTA. Através dos meios de comunicação sabemos tudo sobre esta enfermidade (mortal em 2% dos casos) … mas, temos que enfrentar enfermidades todos os dias, às vezes como resultado das más condições de trabalho. E temos aprendido a lutar, com os nossos sindicatos e as nossas associações, a superá-las e a levantar-nos de novo!

Então, porque é que esta enfermidade nos faz esquecer as epidemias sempre atuais: como o Ébola (contagioso e mortal em 80% dos casos) que continua a proliferar no Congo-RDC… ou a Malária (não contagiosa, é certo) que causa 500 000 mortos por ano na África subsariana?!

Senhor, que a investigação médica não se esqueça dos países pobres, e que cada pessoa humana em cada país possa ter direito a um cuidado digno!

 

ESTAMOS TENTADOS A ACUMULAR COMIDA comprando tudo o que vemos nas prateleiras… por medo de restrições. Em alguns países, alguns inclusive compraram armas para se proteger dos ladrões! Senhor, envergonhamo-nos deste mundo! Este mundo que esquece que milhões de pessoas morrem de fome e de sede por culpa da nossa injusta economia mundial.

Senhor, dá aos líderes dos nossos países a coragem política para atrever-se a levar a cabo uma economia de partilha e solidariedade, tanto a nível nacional como internacional.

 

LIMITAMOS AS NOSSA VIAGENS, AS NOSSAS VISITAS, INTERROMPEMOS OS NOSSOS PROGRAMAS, como medida de precaução. Ficámos “confinados às nossas casas” enquanto outros estão habitualmente “confinados fora”: os emigrantes, os sem teto, os expulsos, etc… Mudámos o nosso ritmo e temos tido tempo para buscar um sentido para as nossas vidas.

Senhor, que esta dolorosa experiência nos faça compreender o sofrimento dos outros à nossa volta, no nosso país e no mundo. Que sigamos reflectindo sobre o significado e o alcance das nossas acções e das nossas escolhas.

 

SOMOS INVENTIVOS E AGRADECIDOS… inventivos para comunicar, para rezar, para trabalhar, para relaxar, para nos formarmos… É isto que sucede habitualmente em tempos de crise! Inventamos! E ESTAMOS RECONHECIDOS a todo o pessoal da saúde que se esforça e entrega sem limites.

Senhor, faz-nos inventores de “uma vida digna para todos”, com terra, um teto, um trabalho e saúde que nos permita louvar-te e proclamar bem alto: STOP AOS VIRUS!

 

Stop aos Vírus!

  1. STOP AO VIRUS DOS BRAÇOS! O qual às vezes nos paralisa… (e logo nos “deixa de braços caídos”), não sabendo o que fazer… e aproveitamos para abandonar a luta!
  2. STOP AO VIRUS DAS PERNAS! Aquele que nos impede de ir ao encontro dos outros, sobretudo aos que nos magoaram, com os quais tenhamos vivido em conflito, os que não votaram como nós, os que não pensam como nós, os que não rezam como nós.
  3. STOP AO VIRUS DOS OLHOS! Aquele que nos cega e nos impede de ver todos os sofrimentos deste mundo, sofrimentos ligados à guerra, às injustiças económicas, ao aquecimento global, às migrações, etc… Aquele que nos impede de ver as associações, os movimentos onde nos podemos envolver para transformar tudo isto.
  4. STOP AO VIRUS DO OUVIDO! Aquele que nos faz surdos a todos os chamamentos à solidariedade. O que distorce a nossa compreensão escutando só aqueles que nos falam de segurança pessoal ou nacional, que pensam só em crescimento económico e que se esquecem da Humanidade!
  5. STOP AO VIRUS DA LÍNGUA! Este que nos faz dizer qualquer coisa quando nos convém. Que às vezes nos seca a língua, nos deixa silenciosos e cúmplices diante das injustiças, os maus-tratos, os abusos de todo o tipo.
  6. STOP AO VIRUS DO CORAÇÃO! (o vírus das coronárias = o “autêntico” coronavírus”): O mais perigoso de todos! O que nos impede AMAR REALMENTE, como Tu nos amas! O que nos impede VIVER PLENAMENTE, como o Teu Filho, Jesus o fez na Cruz! O que nos bloqueia para INVENTAR INTENSAMENTE sob a acção do Teu Espírito!

 

VENHA A VACINA DO ESPÍRITO! (Esperamo-lo dentro de poucas semanas – Pentecostes). Aquele que nos fará dizer a nossa grande alegria e a nossa tristeza: GRANDE ALEGRIA por havermos derrotado JUNTOS esta terrível pandemia. TRISTEZA perante o deficit económico (nacional ou mundial) e que terá de ser pago. E que esta vacina do Espírito, inclusive, impeça que priorizemos a economia do Humano… como ocorre neste momento.

 

Senhor, ajuda-nos, através dos nossos diversos movimentos do MMTC:

-a ser militantes de uma MELHOR SAÚDE para o NOSSO PLANETA graças à vacina do Teu Amor;

-a resistir a toda e qualquer forma de egoísmo graças à vacina do Ressuscitado, que se entregou totalmente;

-a inventar outras formas de consumir, de produzir, etc, graças à vacina do teu Espírito.

 

Que este tipo de “travessia no deserto” fortaleça a nossa fé e os nossos compromissos!
Que ele nos ajude a ler os sinais da “tua vida mais forte que todas as mortes”!

Que nos dê a audácia de inventar novos estilos de vida e um novo modelo económico promotor de fraternidade, de solidariedade e sustentabilidade para o bem comum e universal.

 

Viva a verdadeira vida! Feliz festa de Páscoa!

 

Comité Internacional do MMTC

Fátima, Jean-Claude, Mariléa, Philippe, Bernard

(19 de março de 2020)