Jornada Mundial de Oração pelos Sacerdotes

 

Na próxima sexta-feira, dia 23 e solenidade do Coração de Jesus, a Igreja é convidada a rezar pelos sacerdotes e a pedir o dom da sua santificação na condução do povo de Deus.
A evangelização, hoje como ontem, depende dos evangelizadores. O evangelizador tem de ser um bom crente e para se converter num bom crente tem de ser um bom orante. Não é possível dialogar com um Deus sempre invisível, e hoje menos evidente todavia, se não se vive da contemplação. A atitude contemplativa é hoje elemento constitutivo da identidade cristã. A novidade da pregação cristã radica na qualidade de vida que leve o evangelizador, da sua experiência nova do Deus vivo.
O ministro do Evangelho que não tenha o Evangelho no seu coração, objeto da sua contemplação e motivo de oração, não o conseguirá manter na sua boca como ação missionária.
Convido todas as comunidades cristãs a rezarem pelos sacerdotes que as acompanham na sua vida cristã. A oração pelos sacerdotes deve levar os cristãos a terem confiança num Deus que é Pai: «A seara é grande e os trabalhadores são poucos» (Mt 9,37); e a viverem unidos em profunda comunhão de vida: «Rogai ao Senhor da messe que mande trabalhadores para a sua messe» (Mt 9,38).
A oração comunitária é o lugar por excelência da presença de Jesus. Jesus está presente sempre que a comunidade se reúne num só coração e numa só alma. Quando todos pensam unicamente no Reino de Deus, o Reino vem, torna-se realidade, porque Jesus está ali «onde dois ou três se reúnem em seu nome».
Façamos da Solenidade do Coração de Jesus uma jornada de oração em toda a Diocese pelos sacerdotes e pelas vocações sacerdotais.
Levamos em vasos de barro o tesouro do nosso ministério e, por isso, necessitamos da oração das comunidades cristãs para que a nossa vida seja cada vez mais à imagem de Cristo Bom Pastor.

Aveiro, 18 de junho de 2017
+ António Moiteiro,
Bispo de Aveiro.